mandinga

May 30, 2011

GINECOLOGIA: Faça você mesma !

Filed under: ALEGORIAS MANIFESTANTES — mandinga @ 5:18 pm

Hoje fui a farmácia. Queria presentear as maravilhantes que convivo, fazer aquele dengo – surpresinha. Juntas trocamos horas de prosa, de sonhos, de sabedorias. Nas minhas horas vagas costumo brincar com vídeos e nomei o brinquedo de “vê se te enxerga produções” . Muita gente acha agressiva a expressão. Na real, uma das intenções do nome é reforçar que vale a pena cada pessoa se conhecer, olhar, perceber, enxergar. Esse descobrimento de si mesma é fundamental pros nossos exercícios de emponderamento… constantes, neh ?

Tão agradável se tocar, ver, descobrir. Então, que tal unir o útero ao agradável ? Sim, que tal conhecer o próprio útero ? Tão poucas viram o próprio útero. Por que passamos tantos anos pra descobrir nossos corpos ? Especialmente, vagina , ovários, útero…. O que trazemos mesmo entre as pernas ? Um mundo de prazeres, cores, texturas. Mundos de vida ! Mas, quem já viu ? Seu/ sua ginecologista ! Eita quer dizer que esta parte tão mimosa do seu corpo um estranho já viu e vc não ? Beleza, ginecologista é cuidado imprescindível com si mesma. Mas, reconhecer sua vagina além de um cuidado, é ato de amor consig@.

Hoje, dia de luta pela saúde da mulher presenteei as amigas com um kit deste hábito de amor: GINECOLOGIA – FAÇA VOCE MESMA ! Lanterninha, espelhinho e espéculo vaginal. Com estes objetos vc pode além de conferir lábios, canal, pele… dizer olá a seu colo do útero. Aprendi com uma ginecologista feminista numa edição do Carnaval Revolução, há uns anos. Com esta visão além do alcance, acompanho meus ciclos, ritmos, cheiros, frescores. Assim, eu mesma posso conferir, as muitas possibilidades do meu corpo.

E dependendo de como estiver o horizonte posso tomar aquele chá, fazer aquele banho de assento, aquela compressa… Meus favoritos são chá de artemísia, chá de gengibre, compressa de alho, inhame, vinagre, espinheira santa, camomila. O próximo post vai ser sobre dicas de preta-velha pra mulheres que se cuidam e amam.

Óbvio que esta festa consigo mesma, não significa abrir mão dos exames e consultas ao ginecologista, já que nem todas as nossas possibilidades são visíveis a olho nu. Manter em dia exames, vacinas, consultas.O ideal é descolar uma ginecologista bacana que respeite e oriente de forma responsável (de preferência feminista hohoho !). Mas, nada como se autoexaminar e conhecer o próprio corpo… ou quero mais saúde !

Quem precisar de um kit e dicas de como se autoexaminar manda um alo ! E tem mais links sobre o tema, ó:

http://pt.scribd.com/doc/88917/Hotpantz-Herbal-Gynecology

http://www.beautifulcervix.com/cervix-photo-galleries/photos-of-cervix/

http://aterraviva.com/blog/

https://lists.riseup.net/www/d_read/icamiabas/

http://www.anarcha.org/sallydarity/atf4.html

5 Comments »

  1. Ju Pagul,
    que texto mais mimoso! Vc escreveu no tom que convida a mulher a um ato de amor! Achei lindo e inteligente. Vou indicar pras fofas que conheço.
    Parabéns!
    Abraço.

    Comment by Diê — May 31, 2011 @ 4:48 pm

  2. ei Ju. Que presente, que sabedoria. Eu nunca tinha ouvido falar disso e confesso que sempre imaginei uma ferramenta mágica de entrar em outro mundo, hehehe. Aproveitarei o presente, juro! E que bom que foi você que me deu <3

    Comment by yaso — June 1, 2011 @ 3:04 am

  3. Olá, Ju – descobri o seu blog por uma lista de e-mails que eu recebo. Fiquei interessada nesse kit.Como faço para adquirir? Muito legal a idéia de presentear as amigas também!!! Abraços

    Comment by Sa — June 7, 2011 @ 12:39 am

  4. Adorei! Concordo plenamente! Toda mulher deveria perder o medo do espéculo!

    Comment by Patty Kirsche — February 6, 2012 @ 8:30 pm

  5. […] final deste papo, deixo um trecho de um texto subjetivo e poético da Jul Pagul, que, talvez, ajude-nos a pensar melhor qual poderia ser a relação com nossos corpos dosados […]

    Pingback by Nossos hormônios e a dosagem alheia — May 30, 2012 @ 6:24 am

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

 

Powered by R*